28 de setembro de 2016

Semanário: Vida Alheia and Stuff...

Helloo, pessoas... tudo numa nice?!
Hoje eu venho trazer para vocês um post diferente. Acredito que eu nunca postei nada aqui sobre o lançamento de A Estranha Mente de Seth e não mostrei nada sobre outros eventos que participei durante esse ano na minha cidade. Então coloquei aqui algumas fotos para vocês saberem como foi. Em novembro vai fazer um ano que a mente estranha do Seth foi lançada para as pessoas e estou planejando fazer um sorteio do livro com os leitores. *-* Eu só preciso arrumar o post, o problema é a preguiça alheia ahaha. Enfim... 
Então vamos lá!! Direto para a realidade. Tá para nascer alguém que tenha um sorriso maior do que o meu. Sei que tava meio de onda nesse dia, mas ainda assim... é bem grande.

Esse sorriso comprova a minha deslumbrante felicidade porque meu professor querido e favorito ever foi no meu lançamento. Eu quase disse: deixa eu desmaiar um pouquinho aqui... 

Pode ser que eu não entenda muito de lançamento, mas eu só sei que queria ir de calça e uma camiseta comum. Minha mãe não deixou ahahah. Tive que ir toda arrumadinha e tals. Enfim, foi a primeira vez, veremos como me saio nas outras!! *-*
Preciso dizer uma coisa: eu devo ser a única autora que não gosta de dar autógrafo. Sei lá minha letra é horrível e não autografável - essa palavra nem existe, mas vocês me entenderam - e eu não gosto de sujar o livro com meus rabiscos ahaha. Mas ainda assim eu faço se me pedirem ehehe!!
Fui convidada por um autor para participar da reinauguração da biblioteca numa escola particular da cidade. Foi um evento interessante porque - além de eu estar super nervosa -  postaram no site da escola sobre a minha presença aí quando eu cheguei uns pais e crianças ficaram olhando para mim e dizendo: é ela! *-* Fofura demais!!  

Esse foi um evento numa biblioteca municipal e dessa vez eu interagi com vários alunos de escola pública. Foi bem legal e tinha muita gente no auditório e eu consegui me soltar mais lá no palco. Depois que acabou um monte de gente veio me abraçar e tal e conversar comigo. Eu sou tão baixinha no meio de todo mundo ahahah.
 

Então, é isso pessoas. Hoje eu só vim compartilhar um pouco da minha vida alheia. Algumas alunas da escola pública - que não conseguiram me cumprimentar, mas prestaram atenção quando eu estava falando - fizeram um trabalho sobre mim e confeccionaram cerejeiras!! Eu fiquei tão sem palavras e deslumbrada! Elas me mandaram as fotos depois e eu super pirei... Anyways, tenho tantas outras coisas para falar, mas o post ficaria enorme aqui. Por hoje é só.
XO XO 

26 de setembro de 2016

Top 5 - Séries Que eu Não Acompanho Mais

    Helloo, everybody... tudo numa nice?!
  Bem, eu não sei se vocês perceberam, mas nesse mês eu quase consegui manter uma agenda de posts que deveriam sair na segunda, quarta e sexta. Mas na semana passada eu falhei justamente nesse último dia por um motivo específico: estava escrevendo e no geral, como os meus posts são extremamente pessoais eu demoro um pouco para escrever – uma resenha sai em uma hora – porque eu escrevo no word, reviso, depois ponho no blog e reviso de novo; eu sou bem metódica e perfeccionista. Anyway, eu não vim falar sobre isso aqui nesse post específico – mas como é um blog pessoal eu gosto de compartilhar coisas alheias com vocês.

So now let’s talk about series (em ASL)
    Eu tinha pensado antes em trazer para vocês os meus vícios do momento: as três séries britânicas que acompanho com mais assiduidade, mas com a Fall Season chegando eu me dei conta de que tinha prometido a mim mesma me atualizar com as séries na temporada de verão. Mas eu fiz isso? Não, é claro que não. Na verdade acrescentei mais seriados a minha lista.
   De qualquer maneira, eu decidi excluir algumas séries da minha lista, algumas que parei de acompanhar há algum tempo já e tenho certeza que não vou ver. Umas porque tenho preguiça e outras porque são ruins mesmo - e como tem muita série nessa vida não quero perder tempo vendo coisas mornas.
   Então, vamos lá para o meu Top 5. Só avisando que não está em ordem, é simplesmente uma lista de séries que não verei anymore ou deixei de acompanhar há algum tempo.

21 de setembro de 2016

Resenha: Uma Chama entre as Cinzas - Sabaa Tahir #indicaçãodefantasia

   Helloo, pessoas tudo numa nice?!
Como eu fiz com A Queda dos Reinos, hoje eu vim indicar mais um livro de fantasia - COF COF melhor gênero COF COF - super maravilhoso para vocês. Acredito que já notaram que minha veia literária right now é essa e às vezes, só ás vezes procuro um livro mais leve para intercalar as leituras.

   Há algum tempo já eu estava curiosa para ler Uma Chama entre as Cinzas, desde o ano passado na verdade, quando vi a resenha incentivadora da Kel falando super bem dele - que não era uma fantasia mais do mesmo, mas que ia além e realmente compartilho de tais palavras. Mas só nesse ano que meti as caras na leitura. Eu tenho sempre aquele problema com o hype de certas estórias e eu decidi baixar as expectativas primeiro, coloquei outros livros como prioridade e enfim, esse ano, percebi que não podia fugir e dei uma chance.
   OMG!!! Gentee, vocês não tem ideia como esse livro é maravilhoso. Eu poderia ter lido antes sem problemas.

Créditos: La Oliphant
Uma Chama entre as Cinzas é o tipo de livro que te cativa, faz você roer as unhas, gritar com os personagens, amá-los, gritar com os vilões e ficar perplexo com suas atitudes, aplaudir a construção da estória, mergulhar num universo diferente e intenso e se sentir sad e satisfeitíssimo ao final. 
Laia é uma escrava. Elias é um soldado. Nenhum dos dois é livre. No Império Marcial, a resposta para o desacato é a morte. Aqueles que não dão o próprio sangue pelo imperador arriscam perder as pessoas que amam e tudo que lhes é mais caro. É neste mundo brutal que Laia vive com os avós e o irmão mais velho. Eles não desafiam o Império, pois já viram o que acontece com quem se atreve a isso. Mas, quando o irmão de Laia é preso acusado de traição, ela é forçada a tomar uma atitude. Em troca da ajuda de rebeldes que prometem resgatar seu irmão, ela vai arriscar a própria vida para agir como espiã dentro da academia militar do Império. Ali, Laia conhece Elias, o melhor soldado da academia — e, secretamente, o mais relutante. O que Elias mais quer é se libertar da tirania que vem sendo treinado para aplicar. Logo ele e Laia percebem que a vida de ambos está interligada — e que suas escolhas podem mudar para sempre o destino do próprio Império.
     Acredito que as minhas palavras não seriam suficientes para descrever a maestria desse livro, o quão cativante, sinceros e bem construídos os personagens são e todo o enredo; a escrita da autora encheu meus olhos de uma forma diferente e inefável. Uma chama entre as cinzas é um livro muito bem escrito, brutal e maravilhoso.
     Laia vivia com seus avós e seu irmão mais velho no Império, eles não desafiavam o poder dos Marciais, pois conheciam as repercussões e crueldade devido a esses atos. Depois que Darin é acusado de traição pelo Império e seus avós são assassinados em sua frente, Laia se vê desesperada para tomar uma atitude drástica de rebeldia de tanta crueldade.
     No geral eu tenho problemas com algumas protagonistas porque em algum momento do livro se mostram irritantes e fracas, comprometendo a estória com atitudes insensatas e impulsivas. Laia peca no início do livro com sua covardia? Sim, ela peca. Ela toma uma atitude arriscada que pode acabar com sua vida? Sim, mas o que mais ela tinha a perder e o que poderia fazer além de tentar salvar seu irmão? Acho que uma das coisas mais legais num livro é quando vemos o desenvolvimento de certos personagens. E o crescimento de Laia durante a leitura foi muito bem construído, crível e bom de acompanhar a ponto de me fazer simpatizar por ela e torcer para que ela crescesse e tudo ficasse bem. Num mundo terrível que ela vivia, sendo subjugada pelas mãos frias e ferozes da comandante, era tudo que lhe restava.
   Elias é um personagem a parte - o melhor ever. Ele é maravilhoso, divo, corajoso e leal!! O meu personagem preferido no livro todo apesar de eu acreditar que a obra intercalada entre Laia e Elias trouxe um melhor balanço. Nossa, tem muito essa palavra - maravilhoso - nesse post, e olha que no geral não uso essa palavra para descrever livros nem nada, mas Elias como personagem me deixou no chão. #desmaidaetudoomais Ele é um soldado – o melhor por sinal – vive na academia com sua amiga Helene e está treinando para ser um Máscara como todos os soldados ali. Mas apesar disso ele não busca a glória e o que o poder de ser um Máscara que serve ao Império proporciona. Ele quer se ver livre da tirania do reino. Mas há muito em risco e ele tem um plano, escolhas a fazer que pode mudar tudo.
    Eu não tinha intenção de fazer uma resenha, mas acabou que eu meio que construí quase uma aqui ahaha.
       Eu devorei esse livro, porque não nos resta nada a fazer além disso. É tudo muito frenético e os acontecimentos são chocantes, surpreendentes e brutais em certos aspectos.
     Os vilões são tão vilões. Não sei nem se dá para dizer isso, tipo, caracterizar dessa forma, mas a crueldade da comandante, que para mim, merece o destaque nesse posto, é simplesmente madness. Cada personagem tem seu papel significativo e a estória vai se desenrolando e se encaixando magistralmente. Não vou falar sobre os outros porque acredito que a leitura fica mais gostosa quando você vai descobrindo tudo sozinho e se envolvendo como eu me envolvi.
   Só de escrever tudo isso tenho voltar de reler o livro. Eu já disse que a escrita da Sabaa é ótima? Pois é. Meus olhos se enchiam conforme eu lia a obra, tamanha a emoção ao ver o jogo de palavras e a maneira que ela as trazia para o papel. Tipo, era como fazer melismas com a voz! Ela estava nos mostrando como se brinca de escrever!!         
 Uma Chama entre as Cinzas é insanamente maravilhoso. A premissa pode parecer meio batida, eu nem tinha lido a sinopse antes de ler o livro, só chequei agora, mas vá por mim a Sabaa conseguiu transformar situações manjadas em um desenvolvimento e resolução extremamente poderosos.
   A priori o livro seria um standalone porque a editora que havia comprado os direitos da autora adquirira somente o primeiro livro, mas com o hype e a repercussão da estória mais três livros da série serão publicados - mas a autora já tinha uma série para seu livro, acredito que por precaução a editora resolveu esperar para ver a resposta do público para enfim apostar na série. Mas o final de Uma Chama entre as Cinzas é satisfatório em muitos aspectos, mas, people, a estória só está começando!! *-* 
     No final de agosto desse mês saiu A Torch Against the Night e eu mal posso esperar para ler esse também!

Enfim, é isso pessoas. Confiram uns quotes aí e me contem no comentários se já leram esse livro, se têm vontade ou se já ouviram falar. Vocês precisam ler Uma Chama entre as Cinzas.   
Uma rajada de vento faz um fio de cabelo se soltar de seu coque e lhe atravessar o rosto. Enquanto ela sustém meu olhar, percebo uma rebeldia em sua expressão e, por um segundo, vejo meu próprio desejo de liberdade espelhado e intensificado em seus olhos. É algo que jamais detectei nos olhos de um colega de academia, muito menos em uma escrava erudita. Por um estranho momento, eu me sinto menos sozinho. - Elias
– O dever primeiro, até a morte. Quem trair o império será pego e pagará por isso.
– Você é uma chama entre as cinzas... Você vai brilhar e queimar, devastar e destruir.
- Existem dois tipos de culpa - digo em voz baixa. - Aquele que é um fardo e aquele que lhe dá um propósito. Deixe que a culpa seja o seu combustível. Deixe que ela te lembre de quem você quer ser.
Você não tem nome. Não tem identidade. É uma escrava. Isso é tudo o que você é. Isso é tudo o que você será.
A vida é feita de tantos momentos insignificantes. Então, um dia, um único momento vem para definir cada segundo seguinte a ele.
Quatro eles são, e quatro traços nós buscamos:
Coragem para enfrentar os seus medos mais sombrios
Astúcia para enganar os seus inimigos
Força de braços e mente e coração
Lealdade para quebrar a alma.

Por hoje é só, people.
XO XO 

19 de setembro de 2016

Resenha: As Mil Noites - E. K. Johnston

As mil noites
E. K. Johnston
ISBN-13: 9788580579819
ISBN-10: 8580579813
Ano: 2016 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Intrínseca
Lido em: Setembro de 2016
Clássico da literatura universal, as histórias de As mil e uma noites estão no imaginário de todos — do Oriente ao Ocidente. É impossível que alguém nunca tenha ouvido falar sobre Ali Babá e seus quarenta ladrões, ou sobre Aladim e o gênio da lâmpada. Ou sobre Sherazade, a mulher sagaz e inteligente que se casou com um homem cruel, e, por mil e uma noites, driblou a morte narrando contos de amor e ódio, medo e paixão, capazes de dobrar até mesmo um rei. Em As mil noites, a história se repete, mas com algumas diferenças… Quando Lo-Melkhiin chega àquela aldeia — após ter matado trezentas noivas —, a garota sabe que o rei desejará desposar a menina mais bela: sua irmã. Desesperada para salvar a irmã da morte certa, ela faz de tudo para ser levada para o palácio em seu lugar. A corte de Lo-Melkhiin é um local perigoso e cheio de beleza: intricadas estátuas com olhos assombrados habitam os jardins e fios da mais fina seda são usados para tecer vestidos elegantes. Mas a morte está à espreita, e ela olha para tudo como se fosse a última vez. Porém, uma estranha magia parece fluir entre a garota e o rei, e noite após noite Lo-Melkhiin vai até seu quarto para ouvir suas histórias; e dia após dia, ela continua viva. Encontrando poder nas histórias que conta todas as noites, suas palavras parecem ganhar vida própria. Coisas pequenas, a princípio: um vestido de seu lar, uma visão de sua irmã. Logo, ela sonha com uma magia muito mais terrível, poderosa o suficiente para salvar um rei...

    Helloo, pessoas... Hoje eu venho trazer para vocês a resenha de um livro que eu estava bastante curiosa para conferir e tinha algumas expectativas. Eu estou  nesse vício de entrar no goodreads toda hora para saber tudo que é novidade e vi duas resenhas positivas das reviwers que mais curto e acompanho e decidi que queria ler essa obra também, afinal, eu queria algo diferente, pois tinha começado ler A Fúria e a Aurora há algum tempo e acabei largando porque não queria ler algo que já ouvira tantas e tantas vezes. As Mil Noites pelo menos tem uma proposta diferente e original.

16 de setembro de 2016

Parceria | Isis L. M. J.

    Helloo, pessoas, everybody, todo mundo... Hoje eu venho dar uma notícia boazuda para vocês!
Semana passada a Isis entrou em contato comigo para fazer parceria – e eu fiquei, tipo, OMG!! Eu me sinto tão importante e querida quando os autores me procuram ou quando simplesmente blogueiros e leitores entram em contato comigo.
   Anyway, o blog fechou parceria com a Isis autora do livro O Filho da Natureza e brevemente estarei trazendo resenha para vocês. Por enquanto confiram a sinopse e um pouco sobre a autora.

Título: O filho da Natureza
# 01
ISBN: 9788568255000
Ano: 2016
Páginas: 263
Idioma: português
Editora: Arwen
Você já ouviu falar em revanche? Não estou falando naquela segunda tentativa que os jogadores têm para ganhar um jogo, estou falando em pagar na mesma moeda. Quase como vingança, mas um pouco pior. Em um passado não muito distante, a população da terra vivia feliz em uma era tecnológica magnífica; A cura do câncer foi descoberta, assim como a cura para outras doenças terminais; A criação de uma ração sintética comestível acabou com a fome; Aos poucos o crime e a pobreza deram lugar á uma sociedade mundialmente unida e próspera; Mas para se chegar nessa época foram necessários muitos anos de pesquisa, e testes e vários blá blá blás. Para que isso fosse possível eles usaram todos os recursos que tinham, incluindo os recursos naturais; Os rios estavam ficando cada vez mais poluídos, a radiação contaminou o solo, o carbono a atmosfera. Eles pensaram que estavam matando a natureza aos poucos, e por um momento eles estavam certos até que um dia ela resolveu revidar e foi ai que os humanos pagaram um preço mais alto. Terremotos, furacões, tsunamis, tempestades violentas, todos juntos acabaram com a maioria dos trabalhos humanos e devastou muito mais da metade da população. Os sobreviventes se ajuntaram nas cidades menos danificadas e tentaram reconstruir a sociedade. Eu nasci nessa época.

Isis L.M.J... Conhecida também como Isis Luiza, mora na cidade de São José do Rio preto – SP, onde nasceu dia 21 de fevereiro. É formada em Produção de Moda mas escolheu os livros invés das roupas. Apesar de quase nunca sair de casa, ela já viajou o mundo em leitura. Quando não está especulando sobre universos paralelos de super-heróis, está assistindo filmes de dinossauros. Você pode encontrar mais informações sobre Isis e novidades sobre os livros na página oficial do twitter ou facebook: Filhos da Natureza.


Eu nem preciso dizer que amei essa capa em detrimento da primeira. Eu tenho essa fraqueza por capas divas e a Arwen é a editora nacional que mais capricha nas capas e diagramação – eu amo diagramação vocês já devem saber ahaha.
Enfim, por hoje é isso, pessoas.
Adicionem o livro no skoob, confiram a página da obra da autora para não perder nada e ficar por dentro das novidades!
XO XO

14 de setembro de 2016

Indicação de Livro: A Queda dos Reinos - Morgan Rhodes

     Helloo, everyone... Hoje eu pensei em fazer uma indicação de uma série que eu amo muito e que acho que mais gente deveria conhecer. Há algum tempo atrás eu tinha visto os livros da Morgan fuçando o site da Seguinte, mas nunca tinha visto a autora e nem tinha lido sinopse e nada sobre nada. Eu só achei a capa divosa e porque era de fantasia fiquei curiosa para conferir. Para terem uma ideia do quanto li as cegas e leiga de tudo, pensei que era um autor e não uma autora por causa do nome ehehe.

  Enfim, nunca tomei uma iniciativa até maio desse ano quando estava em ponto morto numa leitura e resolvi me arriscar a ler esse antes mesmo de terminar a outra obra - que não engatava de maneira nenhuma. Que bom que fiz isso porque eu amei o livro e toda a série publicada até agora. São seis livros e até agora li os quatro primeiros. Eu posso dizer com toda a certeza que é a melhor série de fantasia que já li até hoje - para mim, of course. Ainda estou tentando encontrar outra obra que chame a minha atenção tanto quanto essa, mas ainda não encontrei. Uma Chama entre as Cinzas é o único páreo até agora.
   Essa é uma trama envolvente e instigante. Considero, porém que os volumes seguintes são muito melhores que esse primeiro. A nota que dei ao livro foi 4 - Favorito considerando que encontrei um ponto ou outro que me incomodou. Mas os plot twists e o desenvolvimento dos personagens me encheram os olhos e toda a narrativa bem construída. Um universo maravilhoso e diferente.
  

Créditos: Lost Girly Girl
Para vocês terem uma ideia, eu li três livros em quatro dias – e as obras são grossinhas - tipo, um mínimo de 400 páginas. Eu mal terminava um e começava o outro. Não vou falar muito da estória, só vou colocar a sinopse aqui – até porque já muito tempo que li e não saberia como começar a contar como normalmente numa resenha.
Sinopse | Queda dos Reinos - Nos três reinos de Mítica, a magia estava esquecida desde tempos imemoriais. Depois de séculos de uma paz mantida a muito custo, certa agitação começa a emergir. Enquanto os governantes lutam cegamente pelo poder, seus súditos têm suas vidas brutalmente transformadas com a eclosão repentina da guerra. É assim que o destino de quatro jovens - três herdeiros e um rebelde - acabam interligados para sempre. Um livro surpreendente que você não conseguirá parar de ler. Cleo, Jonas, Lucia e Magnus vão ter de lutar, cada um à sua maneira, em um mundo revirado pela guerra, onde imperam traições inesperadas, assassinatos brutais, alianças secretas e paixões arrebatadoras.

Essa é toda a série até agora. Crystal Storm será lançado ainda em dezembro desse ano e eu mal posso esperar!! 







Vou deixar aqui uns quotes para vocês conferirem um pouco da qualidade da obra. Só digo uma coisa: Magnus, melhor pessoa ahaha!! *-*
Até o paraíso poderia se tornar uma prisão se alguém tivesse tempo o bastante para notar as paredes.
O ódio é uma emoção forte. Muito mais poderosa do que a indiferença. Mas aqueles que queimam de ódio são capazes de amar na mesma intensidade. Não são?[...] Quando você odeia, ou ama, age com todo o coração, tanto que sente que poderia morrer com isso.
Foi quando seu coração, partido em milhares de pedaços, lentamente começou a se transformar em gelo.
Deixando de lado seus medos e incertezas, rezou à deusa pedindo força, fé e sabedoria o bastante para enfrentar a tempestade negra que temia estar se aproximando.
Bem, é isso por hoje, people.
Espero que eu tenha conseguido de  alguma forma instigar vocês e que vocês leiam e comentem comigo sobre os livros porque realmente preciso encontrar outro leitor que tenha lido para a gente ter uma conversa cheia de gritos histéricos, spoiler para todo lado e muita emoção.
XO XO  
 
HomeSobre MimResenhasParceriaContatoPortfólio