25 de jan de 2016

Resenha: Nunca Jamais - Colleen Hoover e Tarryn Fisher

Melhores amigos desde que conseguiam andar. Apaixonados desde os quatorze.Estranhos completos desde essa manhã.Ele fará tudo para lembrar. Ela fará de tudo para esquecer.
Helloo, people...
Hoje eu venho trazer a primeira resenha para o desafio literário! *-*
Há algum tempo estava no meu vício de ler todos os livros da Colleen Hoover e tinha visto essa obra, estava em inglês, mas ia ler ainda assim, contudo fui adiando e nunca fiz a leitura até semana passada. Eu esperava encontrar um romance legal e bem desenvolvido como sempre a Colleen entrega, mas não esperava todo o suspense e a confusão que encontrei, de um jeito bom, é claro. Esse livro me prendeu de uma forma que eu não esperava. Eu literalmente ficava nervosa e surtando enquanto lia.
    Charlie Wynwood não se lembra de nada. Silas Nash também não. Antes dessa manhã eles eram melhores amigos e namorados. Mas agora são estranhos um ao outro. Tudo. As recordações que tinham se perderam.  Nenhum dos dois sabe e entende o que aconteceu. Em quem poderão confiar para dizer o que realmente está acontecendo? Charlie e Silas deverão trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu a eles. Porque estão sem memórias? Todavia, quanto mais descobrem sobre seu passado e como eram, se perguntam o motivo pelo qual verdadeiramente estavam juntos.
   Esse é o tipo de livro que você não pode falar muito porque se não solta spoilers então vou parar por aqui.
    A obra tem um teor de suspense muito bom e você não sente vontade de largar até chegar ao final, mas até quando você chega ao final você não quer parar porque precisa desesperadamente do outro. Você fica presa a trama, enlouquecendo com o mistério e querendo muito descobrir o porquê das coisas. Foi terrível o que as autoras fizeram, a trilogia é bem curtinha e poderia muito bem ser um livro único. Mas por causa de marketing e essas coisas parecidas que os autores optam por trilogia e em consequência deixam os leitores morrendo de ansiedade. Eu particularmente não curto muito isso, mas... o livro é muito bom.
    A Colleen trabalhou o romance de uma maneira tão convincente e em alguns momentos eu me peguei perguntando: vai funcionar? Porque as coisas aconteciam num ritmo frenético e algumas dúvidas sempre acabam surgindo se algo vai ser convincente ou não. Mas felizmente funcionou muito bem. Os personagens são ótimos e consegui torcer por eles e sentir empatia pelos dois, mas é claro que tive mais pelo Silas J. Todas as coisas que foram se desenrolando me fizeram ficar estarrecida.
   Em alguns momentos da leitura me perguntei se era bom ou não eles terem de volta as suas memórias devido a tudo que tinha visto de ruim que tinha acontecido a eles. Questionei bastante o porque das atitudes deles do passado e porque estavam juntos antes. Realmente fiquei na dúvida quanto a isso, eu estava gostando mais deles sem memória devido a uma série de fatores que o Silas e a Charlie fizeram no passado. As peças do livro foram se encaixando de pouquinho em pouquinho e fiquei estarrecida como a trama se encaixava facilmente.
   Os personagens não são perfeitos, são quebrados, o que eu gosto muito porque torna tudo mais real. A perda da memória foi algo que me deixou preocupada, mas acabei pendendo para um lado da estória quanto a isso. A estória que a Colleen entrega é muito convincente e me deixou ansiosa e curiosa durante todo o livro. Roía as minhas unhas para saber o que ia acontecer.
A autora entregou um suspense muito bom nesse livro. E no final parecia estar tudo esclarecido apesar de algumas peças que precisavam se encaixar no quebra cabeça, mas novas perguntas surgiram e eu quase tive um treco com aquele final. Eu fiquei, tipo: what the hell?!
Bem, people. Essa é a resenha de hoje e espero que tenham curtido ou pelo menos se instigado com a trama.
Nota: 5/5

7 comentários:

  1. oi!

    eu morro de vontade de ler Colleen, todas as obras são super elogiadas, parece ser tão envolventes que eu preciso comprar logo um livro para mim. o problema é escolher qual é a primeira leitura que vou fazer, porque todos parecem ser ótimos!

    esse não foi diferente, mesmo vc se segurando para não soltar spoiler, conseguiu mostrar como a história é e ainda atiçar a curiosidade. Gostei muito de saber um pouco mais do livro .

    Parabéns pela resenha!
    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  2. Oi, Alana! Tudo bem?

    Acredita que ainda não li este livro? Sério. Mas pretendo ler em breve. :)
    Gostei muito de sua resenha e acredito que foi um fator para querer ler o quanto antes. :)

    Beijos!
    Danny
    http://www.irmaoslivreiros.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Pense em uma mulher destruidora, não gosto de new adult, mas ela é a única coisa que faz essa regra não ser totalmente verdade. Esse livro acabou de ser lançado e eu já quero, assim como todos os outros dela, sei bem como as obras da autora são vicientes e compreendi completamente os sentimentos que você descreveu na resenha. Já quero.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Alana. Tudo bem?
    Essa resenha, assim as outras suas, me deixou com vontade de ler o livro. Isso de os personagens principais perderem a memória é como aqueles personagens que ficam "boiando" totalmente na história, acho que ajuda um pouco o leitor a se identificar e se prender mais à história, não é? A gente vai descobrindo junto com eles o que acontece e a emoção e sempre diferente.
    Ainda não conhecia o livro mas se encontrar por aí com certeza compro.

    Te indiquei em uma tag lá no blog (http://www.cronicasemeira.com.br/2016/01/tag-literaria-diferentona.html), espero que goste.

    Um beijo!
    Crônica sem Eira

    ResponderExcluir
  5. Olá :)
    Quero muito ler o livro, esses mistérios me deixam com sabugo de unha rsrs
    Adorei a resenha!

    Beijos,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu amo a CoHo e estou muito afim de ler esse livro e agora só fez aumentar a vontade haha.

    Beijos.
    Ny
    Blog Não Vivo Sem Livros

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem ?

    Sabe quando estamos lendo os livros da CoHo com os olhos bastante abertos ? foi o que aconteceu lendo sua resenha HiHi. Menina , fiquei bastante curiosa depois de sua resenha , mas achava que seria só uma Duologia ( Sério mesmo que será uma trilogia ? ) . Só sei que sua resenha está perfeita e só aumentou minha vontade para começar a ler .

    Beijos ,
    Gleyce Garcia.

    http://ps-believeandlive1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Alana Gabriela - créditos

Tema Base por Butlariz