14 de março de 2017

Resenha de Filme | Sete Minutos Depois da Meia Noite

Título original : A Monster Calls
Distribuidor: Diamond Films
Conor é um garoto de 13 anos de idade, com muitos problemas na vida. Seu pai é muito ausente, a mãe sofre um um câncer em fase terminal, a avó é uma megera, e ele é maltratado na escola pelos colegas. No entanto, todas as noites Conor tem o mesmo sonho, com uma gigantesca árvore que decide contar histórias para ele, em troca de escutar as histórias do garoto. Embora as conversas com a árvore tenham consequências negativas na vida real, elas ajudam Conor a escapar das dificuldades através do mundo da fantasia.

Helloo, folks... tudo numa nice?
Depois de quase um milênio estou de volta no blog e venho trazer uma brevíssima resenha do filme Sete Minutos Depois da Meia Noite. Vocês vão perceber que esse texto tá muito pequeno comparado ao que costumo escrever, mas eu queria ser o mais sucinta possível no meu comentário para com esse movie que me tocou muito e até me fez chorar.  
    Nunca li nada desse autor e quando vi o livro eu meio que fiquei motivada para ler porque tinha poucas páginas; quando você está com preguicite aguda e tem uma pilha de tantos outros livros para ler esse sempre será seu sentimento ahahah, pelo menos era o meu. Então, quando saiu o filme pensei em assistir. Pela capa, acreditei que a obra tinha uma vibe meio dark de fantasia e a minha surpresa ao ver o filme é que na verdade, se tratava de um drama com um teor mais dark apesar de “infantil”.
Coloquemos entre aspas o infantil, porque, querendo ou não se você leu ou assistiu vai entender do que estou falando. Apesar do protagonista bem jovem, o filme traz uma lição rica e bastante madura, que nos faz refletir - aliás me fez refletir bastante.

   Esse foi um filme impressionante e tocante para mim, confesso que no início fiquei meio perdida, pensando que o protagonista estava em outro mundo, por causa da fantasia e tal, além do fato de que a árvore se transformava e eu via coisas anormais, por isso realmente acreditei nisso. Além do fato que a linha do tempo e espaço mudava mesmo que o protagonista estivesse no mesmo mundo. Acredito que isso tem mais a ver com a imaginação da criança e isso me pegou de surpresa, pois não esperava, e me transformou para várias nuances dos temores e imaginativo infantil.

Esses desenhos meio esboçados com tirada gótica me encheram os olhos!! *-*
Adorei a linha da estória e o crescimento do protagonista no decorrer do filme. É claro que o protagonista me deixou irritada por alguns momentos, mas somente por causa de uma particularidade minha, porque sou afoita e um pouco agoniada; mas compreendi o peso do mundo que ele carregava nos ombros, o que ele sofria e o que estava passando, e sendo assim por isso tomava determinadas decisões.
 Essa cena acima foi espetacular!

De qualquer modo ele foi um protagonista empático que me fez enternecer pelo que estava passando. Outros personagens são inseridos que tem bastante relevância, como por exemplo, o pai dele que me irritou de verdade, a mãe e até mesmo a avó, importantíssima na vida do garoto.
A fotografia é sombria e nublada do jeitinho que gosto e remete bastante ao estado de espírito do protagonista. Consegui sentir cada sentimento dele e ao final do filme estava chorando.

Super recomendo esse filme para quem gosta de estórias profundas, tocantes e verdadeiras.
Por hoje é só, folks.
XO XO

5 comentários:

  1. Oi, Alana!
    Tinha momento que eu queria matar esse moleque, não vou mentir. Mas no geral, é um filme muito lindo e tocante *--*
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que sentiu isso também, Lu. Não me sinto mais sozinha nesse aspecto ahaha.
      Beijin...

      Excluir
  2. Oi Alana! Quem assistiu o filme lá no blog foi o Cris e ele adorou, saiu bastante emocionado do cinema. Eu quero ainda conferir e quem sabe ler o livro tb!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi
    que bom que curtiu o filme, o pessoal está falando super bem do filme e do livro. É sempre bom ver o crescimento do protagonista no decorrer da história.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Quero ler o livro antes de ver o filme... mas tá difícil de achar tempo pra isso, rs!
    Não vejo a hora de vê-lo, pois todo mundo está falando super bem dele! Quero!


    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA

    ResponderExcluir